Recarga de Carro Elétrico: Regulamentação!

Recarga de Carro Elétrico: Regulamentação!

 

A Agencia Nacional da Energia Elétrica (ANEEL) regulamentou as regras básicas para abastecer veículos elétricos.

Com a demanda em alta para veículos híbridos e elétricos, algumas questões a respeito desse tema começam a ser resolvidas. A ANEEL aprovou no ultimo dia 19/Junho uma regulamentação a respeito dos pontos públicos de recarga de veículos elétricos. De acordo com a agência reguladora do setor, optou-se por um projeto de intervenção mínima.

De acordo com o comunicado da ANEEL, qualquer empresa, incluindo as próprias distribuidoras de energia, poderão abrir pontos de recarga, bastando preencher um formulário junto a agencia que será disponibilizado a partir de 15 de outubro. No entanto, a ANEEL não criou nenhum instrumento de controle dos preços cobrados pela energia para recarregar os carros elétricos, deixando essa regulamentação para o próprio mercado.

ANEEL fez regulamentação mínima para desenvolver o mercado. O Brasil tem 119 postos atualmente, nenhum cobrando por carga.

O Brasil finalmente decidiu regulamentar o serviço de abastecimento de carros elétricos e optou por “regulamentação mínima do tema”,como forma de eliminar barreiras e acelerar o desenvolvimento desse tipo de operação no pais.

Esse anuncio foi feito na tarde de terça-feira e agora distribuidoras,postos de combustíveis,shopping-centers,estacionamentos,postos rodoviários e outros tipos de empreendimentos poderão decidir se prestarão ou não o serviço de recarga de elétricos e híbridos plug-in,como farão e quanto cobrarão do motorista.

Foram 14 meses de consultas publicas, 34 participantes de discussões técnicas de diferentes companhias e setores, incluindo geradoras, distribuidoras de energia, alem de empresas de outros sub-segmentos.

A ANEEL optou por uma regulamentação mínima do tema, que evita interferência da atividade nos processos tarifários dos consumidores de energia elétrica, quando o serviço for prestado por distribuidora.

Na pratica qualquer empreendedor pode instalar um ponto de recarga, pagando a distribuidora pela energia consumida, como em um imóvel atual que tem seu respectivo medidor, com base nas tarifas já cobradas atualmente e definidas pela ANEEL.

É o empreendedor que decidira quanto vai cobrar do cliente.

 Governo precisa definir incentivos:

Apesar da regulamentação para recarga, ainda há muito que se definir para que carros eletrificados de fato se alastrem pelas ruas do Brasil. O principal entrave ainda é a falta de incentivo, tanto para fabricação de carros e componentes (baterias, carregadores, estruturas de recarga),quanto para a compra de modelos,que são mais caros na produção e na venda que carros a combustão.

Falta definir uma política fiscal para incentivar a adesão à mobilidade elétrica.

 

Exemplos de carros híbridos e elétricos vendidos no Brasil

Toyota Prius:

Modelo hibrido mais vendido do Brasil, o Toyota Prius é uma alternativa ecologicamente correta ao Corolla. O modelo tem estilo futurista, espaço para cinco pessoas e motor 1.8 gasolina associado a um elétrico.

 

 

Volvo XC90 T8 :

Um dos carros mais econômicos do Brasil e capaz de fazer 16,4 km/l na cidade é um SUV grande de luxo, por mais contraditório que possa parecer.Usando um motor 2.0 turbo associado a um elétrico, o XC90 T8 é um hibrido do tipo plug-in,ou seja, permite que as baterias sejam carregadas na tomada.

Ford Fusion Hybrid :

Primeiro carro hibrido a ser vendido no Brasil, o Ford Fusion em sua versão topo de linha pode até ter o porta-malas com capacidade reduzida,mas da o troco em economia de combustível:16,8 km/l na cidade.

 

BMW i3 :

Único carro 100% elétrico vendido no Brasil, o BMW i3 é capaz de rodar até 160 km apenas movidos a eletricidade. Uma das vantagens do modelo é contar com um pequeno motor a gasolina oriundo de uma moto que funciona como gerador de energia para estender a autonomia para alem de 300 km.

Porsche Panamera E-Hybrid :

Como ter um Porsche sem gastar tanto com combustível? Simples só apelar para os híbridos. O Panamera estreou esse ano a versão E-Hybrid equipada com motor V6 biturbo associado a um motor elétrico que, combinados rendem 482cv. O consumo,segundo a Porsche ,pode chegar a 40km/l

 

 

Recommended Posts