Reciclagem do plastico, perigo eminente?

Reciclagem do plastico, perigo eminente? O mundo produziu 8,3 bi de toneladas em 65 anos e reciclou só 9%.

Reciclagem do plastico, perigo eminente

Os dados do titulo acima são de uma pesquisa publicada pela Science Advances,em 2017.

São fabricadas quase 20 mil garrafas de plástico a cada segundo. Por ano são mais de 100 bilhões de garrafas de plástico descartáveis!

Segundo a Science Advances, o numero de garrafas compradas vai pular mais 20% até 2021, criando uma crise ambiental que alguns ativistas preveem tão grave quanto a mudança climática.

São dois tipos diferentes de plásticos:

-Os termorrígidos ou termofixos e os termoplásticos.

  1. Termorrígido ou termofixo:
    Segundo a UNICAMP “os plásticos termofixos são aqueles que não se fundem e uma vez moldados e endurecidos, não oferecem condições para reciclagem. É o caso das telhas transparentes, do revestimento do telefone, do material do orelhão e de inúmeras peças utilizadas na mecânica e especificamente na indústria automobilística”. Este tipo representa cerca de 20% do total consumido no Brasil.
  2. Termoplásticos:
    São aqueles que amolecem ao serem aquecidos, podendo ser moldados. Uma vez resfriados endurecem e tomam determinada forma. Como o processo pode ser repetido varias vezes, esses plásticos são recicláveis podendo ser reaproveitados.

Mas, mesmo assim, há limitações o termoplástico reciclado não pode ser empregado em embalagens de alimentos, a fim de se evitar contaminações provenientes de tintas e produtos tóxicos.

 

As sete espécies de termoplásticos, segundo a UNICAMP

  1. Polietileno Tereftalato-PET, utilizado em frascos de refrigerantes, de produtos de limpeza e farmacêuticos, etc..
  2. Polietileno de Alta Densidade-PEAD,utilizado na confecção de engradados para bebidas,garrafas de álcool e de produtos químicos,bombonas,tambores,tubos para líquidos e gás,tanques de combustível,etc..
  3. PVC-Cloreto de polivinila-V, utilizados em frascos de água mineral, em tubos e conexões para água, em calçados, encapa mentos de cabos elétricos, equipamentos medico-cirurgicos, lonas, etc..
  4. Polietileno de Baixa Densidade-PEBD, empregado nas embalagens de alimentos, sacos industriais, sacos para lixo, filmes flexíveis, etc..
  5. Polipropileno-PP,empregado em embalagens de massas alimentícias e biscoitos,potes de margarina,seringas descartáveis,fibras e fios têxteis,autopeças,etc..
  6. Poliestireno-OS,usado em copos descartáveis,placas isolantes,aparelhos de som e de TV,embalagens alimentícias,revestimentos de geladeiras,etc..
  7. Outros, são as resinas plásticas não indicadas até aqui e são utilizadas em plásticos na engenharia, corpo de computadores e em outras utilidades especiais.

 

Leia também:

Perigo a vista ?  Pacote do Veneno! (AGROTÓXICO)

ANVISA quer mudanças na rotulagem nutricional de alimentos.

 

Reciclagem do plástico no Brasil

A taxa de reciclagem mais provável, em torno de 20%.

Reciclagem do plastico, perigo eminente

PERIGO!

O plástico é um dos materiais mais poluentes e com menor taxa de degradação no meio natural. (estimativas indicam 500 anos para ele se desfazer)

O plástico esta entupindo os oceanos, inviabilizado a vida marinha, cuja cadeia de alimentação já foi atingida pelo material; e voltando-se contra o ser humano que consome peixes e frutos do mar e ,junto com eles, o plástico que nós mesmos produzimos e descartamos de forma errada.

O consumo no Brasil chega, em estimativa, a 10 kg por ano/pessoa

 

Um modelo, uma solução!

ECONOMIA CIRCULAR

A economia circular é um conceito econômico que faz parte do desenvolvimento sustentável e de conceitos econômicos inspirados nomeadamente em noções de permacultura econômica, de economia verde, de economia de uso ou da economia de funcionalidade, da economia de desempenho e da ecologia industrial, e que emerge como alternativa a economia linear. O que se propõe é que resíduos de uma indústria sirva para matéria-prima reciclada de outra industria ou para a própria.Não só isso,como,pretenda desenvolver produtos tendo em mente um reaproveitamento que mantenha os materiais no ciclo produtivo.

Aplicação na reciclagem de plásticos

Cinco elos:

-Fontes de consumo

População usa o plástico que advém de embalagens

-Recicladores

Cooperativas e poder publico fazem a coleta deste material

-Agentes transformadores

Empresas que detém a tecnologia da reciclagem transformam o plástico consumido em material reciclado

-Empresas

Marcas reinserem na cadeia de consumo o plástico reciclado

-Consumidor final

População volta a consumir o material reinserido na cadeia.

 

POLITICA NACIONAL DE RESIDOS SOLIDOS

O fim dos lixões nos municípios, e outro problema que dificulta o desenvolvimento da indústria de reciclados no Brasil.

-A construção dos aterros sanitários facilita a reciclagem do produto descartado.

Muitas prefeituras não se adaptaram á lei que previa o descarte de todo o lixo do país em aterros sanitários até 2014. O Senado prorrogou o prazo de adaptação. Os municípios passaram a ter de 2018 a 2021 para se adequarem à lei, de acordo com o seu tamanho.

Fonte: marsemfim.com.br/reciclagem-do-plastico

Recommended Posts