Coca Cola de Maconha

Coca Cola de Maconha
A maior empresa de bebidas do mundo pode ser a próxima gigante do setor a entrar no mercado de bebidas com maconha.

A Coca-Cola Co. diz que esta monitorando a industria nascente e esta interessada em bebidas em infusão com CBD(canabidiol)-ingrediente não psicoativo da maconha que trata a dor,mas não da barato.

A fabricante de refrigerantes com sede em Atlanta esta em negociações com a produtora de maconha canadense Aurora Cannabis para desenvolver as bebidas, segundo reportagem da BNN Bloomberg Television.

 

“Estamos acompanhando atentamente a expansão da CBD não psicoativa como ingrediente em bebidas em bebidas funcionais para o bem-estar, em todo o mundo”, disse Kent Landers, porta-voz da Coca-Cola, em comunicado enviado por e-mail à Bloomberg News.”O espaço esta evoluindo rapidamente,nenhuma decisão foi tomada até agora”

A possível incursão da Coca-Cola no setor de maconha se deve ao fato de que as fabricantes de bebidas estão tentando adiciona-la como um ingrediente de moda, enquanto seus negócios tradicionais desaceleram.

 

No mês passado, a cerveja Corona da Constellation Brands Inc. anunciou que ira gastar US$3,8 bilhões para aumentar sua participação na Canopy Growth Corp., o produtor canadense de maconha com um valor que supera os US$ 10 bilhões

 

A Diageo,fabricante da cerveja Guinness,esta em negociações com pelo menos três produtores canadenses de maconha sobre um possível acordo,informou o BNN Bloomberg no mês passado.

 

A divisão de cervejas artesanais Lagunitas da Heineken, lançou uma marca especializada em bebidas não alcoólicas com infusão de THC, o ingrediente ativo da maconha.

A Coca-Cola já esta diversificando, uma vez que o consumo do refrigerante continua em declínio. A empresa com suas marcas icônicas que variam de Coca-Cola e Sprite a Powerade, anunciou que ira adquirir a cadeia Costa Coffee por US$5,1 bilhões em agosto, e expandiu-se para outros produtos,inclusive suco,chá e água mineral ao longo da ultima década.

As discussões com a Aurora são focadas em bebidas de infusão com CBD para aliviar a inflamação, dores e cólicas.

Embora a maconha permaneça ilegal em nível nacional nos EUA, há uma aceitação crescente do uso de CBD da maconha para tratar sintomas que vão desde dor crônica até ansiedade e epilepsia.

A Aurora é a terceira maior empresa de maconha do Canadá. O país se prepara para se tornar o primeiro do G7 a legalizar a maconha.

 

Leia também:

Orientações sobre importação de Canabidiol

Publicadas novas regras para suplementos alimentares

 

Coca Cola de Maconha

No Uruguai, empresa cria “chimarrão de maconha”

O Uruguai foi o primeiro país da America do Sul a liberar a maconha, em 2013, como parte de uma política para reduzir os índices de violência com o narcotráfico.

Anos depois de a nova lei estar em vigor, uma empresa local resolveu unir a erva liberada com uma já tradicionalmente consumida no país: o mate. O consumo da erva-mate muito quente por meio de uma cuia, muito semelhante ao nosso chimarrão.

Desde a liberação, a empresa BCBD Medicinal vem trabalhando para conseguir uma biomassa com alta concentração de canabidiol, o componente medicinal da maconha.

Diferente do consumo recreativo da maconha, esta mistura não tem efeito psicoativo. De acordo com os criadores, o novo produto tem um efeito relaxante, ao contrario das ervas tradicionais que são ricas em mateina e cafeína.

A companhia já recebe pedidos pela erva-mate “aditivada” de diversos países, como Israel, Espanha e Alemanha.

 

Fonte: BLOOMBERG
Tradução Claudia Bozzo – Estadão

Recommended Posts