Japão Longevidade e agroquímicos

Japão Longevidade e agroquímicos

Campeão em longevidade, Japão usa oito vezes mais agroquímicos do que o Brasil.

Na proporção do uso de agroquímicos pela quantidade de terras cultivadas, Brasil fica atrás de países como Japão, Alemanha, França, Itália e Reino Unido.

A imagem de que o Brasil é o país que mais utiliza agroquímicos no mundo é desconectada da realidade e apenas alimenta mitos e inverdades sobre a segurança dos alimentos produzidos no país. Na proporção de área cultivada, por exemplo, o Japão utiliza oito vezes mais defensivos agrícolas. É o que aponta estudo da Universidade Estadual Paulista em Botucatu (UNESP) apresentado no fórum Dialogo: Desafio 2050 e os objetivos de Desenvolvimento Sustentável, promovido em São Paulo pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO),Embrapa,Associação Brasileira do Agronegócio(Abag)e Associação Nacional de Defesa Vegetal(Andef)

“Dizer que somos campões mundiais no consumo de agrotóxicos é uma abordagem simplista e até irresponsável” diz o estudo.

O Japão importa cerca de 80% de seus alimentos. E cerca de 10% desse mercado já é de produtos orgânicos. Alimentos produzidos sem agrotóxicos e sem modificações genéticas.

http://sistemafaep.org.br/

Longevidade

No mundo, a media de expectativa de vida ao nascer é de 71,4 anos,segundo dados de 2015 da Organização Mundial de Saúde (OMS),sendo 69,1 anos para homens e 73,7 anos entre mulheres. Nos Estados Unidos, a expectativa media é de 79,3 anos (76,9 entre homens; e 81,6 mulheres)

Em comparação, na França a media para ambos é de 82,4 anos; e no Japão, de 83,7 anos.

No Brasil, a media de expectativa de vida ao nascer era de 75,5 anos em 2015, sendo 71,4 para homens e 78,7 anos para mulheres.

 

Em 76 anos de 1940 a 2016, a expectativa de vida dos brasileiros ao nascer aumentou em mais de 30 anos e hoje é de 75,8 anos-um crescimento de três meses e onze dias em relação a 2015. Os dados constam da Tabua de Mortalidade de 2016 e foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Em 2015,a expectativa de vida no pais era de 75,5 anos

 

Leia também:

Energia solar

Energia eólica

 

Japão Longevidade e agroquímicos

 

Expectativa por estado no Brasil

A Tabua de Mortalidade 2016 constatou que, entre os estados brasileiros, Santa Catarina é o que apresenta a maior esperança de vida, com 79,1 anos; seguido do Espírito Santo com 78,2 anos; Distrito Federal com 78,1anos; e São Paulo com 78,1anos.

 

Os agrotóxicos e nossa saúde

É comum o uso de agrotóxicos na agricultura não somente no nosso país, como no mundo todo. Geralmente usados para evitar algum tipo de praga em uma plantação, esses produtos acabam sendo utilizados inadequadamente, gerando riscos à saúde das pessoas. As mortes e intoxicações pelo uso desses produtos acabaram tornando-se um grande problema de saúde publica.

A intoxicação por agrotóxicos pode ocasionar tonturas, cólicas abdominais, náuseas, vômitos, dificuldades respiratórias, tremores, irritações na pele, nariz, garganta e olhos; convulsões, desmaios, coma e até a morte.

Toda a população em alguma fase da vida será exposta a agrotóxicos, seja através do consumo de alimentos ou durante o trabalho. Entre os grupos que mais sofrem com os efeitos dessa substancia, podemos destacar os trabalhadores rurais que manuseiam frequentemente esse tipo de produto.

É possível observar com frequência trabalhadores do campo utilizando essas substancias sem nenhuma proteção adequada. Alem disso, muitas vezes a intoxicação desses trabalhadores não é levada a serio, alem de, sequer, procurarem atendimento medico. Por isso, é comum a morte dessas pessoas, que muitas vezes não conhecem o verdadeiro risco de tais substancias.

Alem dos problemas graves gerados aos trabalhadores rurais, agrotóxicos podem ser encontrados nos alimentos, prejudicando assim outras pessoas. Apesar de todos os cuidados do consumidor, que lava o alimento muitas vezes até com água sanitária, os agrotóxicos não são totalmente removidos dessa maneira. Algumas vezes, essas substancias penetram nos tecidos vegetais,fazendo com que a lavagem remova apenas partes delas.

Para diminuir o consumo dessas substancias, a população pode optar por comprar produtos orgânicos. Esses alimentos caracterizam-se por não serem produzidos com a utilização de agrotóxicos.

Recommended Posts